Clique Cristão

EDUCAR PARA A VIDA É PRECISO

04 / nov / 2011

Nunca educar para a vida foi tão importante quanto em nossos dias. O sistema capitalista tem acusado os seres humanos a uma competitividade quase que imensurável. Desse modo, as pessoas têm se tornado inescrupulosas, interesseiras e invejosas. Neste quadro, a vida e todos os valores éticos e morais passam a ser secundários, diante do lucro, do prazer e do sucesso.

É justamente nesta realidade onde a família tem deixado de educar. Quando falo isto, estou me referindo a transmissão de valores fundamentais para a existência satisfatória do ser humano no convívio social. Também lembro as posturas simples de cuidados básicos para uma qualidade de vida, como tomar banho, escovar os dentes, limpos os ouvidos, entre outros. A grande verdade é que a família está em crise; falta a esta instituição até coisas simples e inerentes a ela, como a presença e o testemunho dos pais frente as necessidades mais íntimas e antropológicas dos seus filhos.

Neste sentido, emerge como um grito desesperado os apelos da fé e de instituições como a própria escola para assumir a missão de educar, inclusive realizar funções que deveriam ser efetivadas pelos que constituem a família. Emerge a necessária arte de estar presente, acompanhar, ensinar, desde as ações mais básicas até as operações mais complexas, além da própria transmissão do conhecimento curricular.

Sendo assim, a escola se vê redimensionando suas funções, questionando-se e sendo questionada a respeito do que pode fazer e do que realmente pode ser feito. Nestas circunstâncias, a escola entra num duelo consigo mesma: como educar qualificando seus educandos para, de forma competente, alcançar êxito em meio a tanta cobrança social no que se refere ao ingresso à universidade e/ou ao sucesso em concursos diversos; e, quase que contrapondo este paradigma, a escola se questiona a respeito de como ajuda seus alunos a se manterem autônomos, livres, éticos e criativos, sempre na busca de valores que solidifiquem a existência do ser humano, inclusive dando sentido a ela, as relações interpessoais e a própria busca pelo que transcende a natureza humana e material, enveredando para o campo espiritual, metafísico e também da sensibilidade.

 

Em todo este contexto, percebo uma sociedade que clama por educadores que se aventurem para conquistar um nível de competência e excelência que consolide uma educação tão múltipla, atrativa e espetacular que venha responder aos apelos de uma sociedade que contraditoriamente se desenvolve, mas visivelmente se perde em necessidades embrionárias que passam a ser vistas como fundamentais para a sobrevivência qualificada da pessoa humana.

Por sua vez, os poderes públicos constituídos, que deveriam cumprir com suas obrigações perante a formação humana, revelam sua inoperância e sua incapacidade de suprir as necessidades básicos na construção dos fundamentos possibilitadores de uma educação consistente para a formação integral da pessoa humana.

Nos resta, enquanto cristãos, educar e mostrar a realidade familiar, educacional e social, bem como o contexto de educação nos quais estamos inseridos. Mas, também cabe a este que lhes escreve chamar a atenção de todos para o valor da fé, do sistema de educação como um todo e de profissionais tão importantes para o progresso humano e para a insubstituível missão de cuidar do ser humano e da sua formação para a vida.

Portanto, caro educador, saiba que daqui para frente serás ainda mais cobrado, sinta-se ainda mais importante e lute para não se perder na execução das suas funções como a família e o estado tem se perdido ao longo dos anos. Busque educar não só para as teorias, com suas competências e habilidades, mas, se comprometa com o Criador em educar para vida e para a vida além da morte. Saiba também que seu testemunho permanece falando aos corações dos seus alunos – as vezes seu testemunho fala muito mais que a incapacidade paterna e materna de homens e mulheres que se perderam na arte de educar. Assuma seus erros, se renove a cada dia, nunca desista do ser humano e jamais duvide de que as pessoas podem ser transformadas e que você sempre será fundamental neste processo. Que o nosso grande e verdadeiro Mestre, Jesus Cristo, o Senhor da vida e da história, seja o nosso modelo e o fundamento da nossa ação educadora.

Deixe seu recado

Deixe seu recado:

*