Clique Cristão

O CHAMADO

13 / set / 2012

Lá estava eu sentada naquele banco, naquele templo… Eu aprendi que ali era casa de oração. Mas, naquele momento as pessoas falavam, falavam, pareciam que estavam numa praça. Procurei no templo um lugar silencioso e me deparei com o sacrário. Fiquei ali. Muda.Lá dentro em mim despontou um silêncio diferente…muito além do que ausência de palavras.Tudo entrou em harmonia, as vozes ao meu redor não mais inquietavam, eu olhava para o sacrário e “aquela casinha” me atraía como ímã.

Fechei os olhos e mergulhei naquele mar de amor, deixando-me  conduzir como barquinho levado pelas ondas. As imagens fluíam, imagens de Jesus menino ensinando aos mestres, o encontro e a bronca que levou dos pais ao ser encontrado no templo após dias de procura, Jesus levantando-se para comentar a profecia que dizia sobre a missão daquele que viria para salvar o povo, ele expulsando os vendilhões do templo, ele tocando o esquife e devolvendo o filho daquela mãe em meio aos olhares de espanto e admiração, ele multiplicando pães e peixes, ele olhando  e curando o corpo e a alma das pessoas…

Não sei quanto tempo ali fiquei… Sei apenas que alguém me tocou e disse: a missa vai começar. Tudo estava mais iluminado.

A missa começou e minha alma cantou no silêncio: Fala Senhor… Desejo aprender a ti ouvir.

 

Celuy Araújo

Deixe seu recado

  • Roberta Teixeira 2 de dezembro de 2012

    É verdade,
    A casa de oração É DE ORAÇÃO!
    E quem consegue se entregar a ela, sente SIM tudo se modificar, os barulhos gerados pelos surdos de alma… assim sinto-me quando entro em uma Igreja (Casa de Oração) e não silencio!
    Sou naquele momento SURDA DE ALMA pois Jesus está ali todo a minha disposição e desperdiço tamanho momento…
    Assim mediante essa reflexão peço VEM SENHOR, QUERO TAMBÉM APRENDER A CURAR-ME DE MINHA SURDEZ… Fala mestre, quero te ouvir!

Deixe seu recado:

*