Clique Cristão

Terço dos Homens: Missionários do Terço e da Ressurreição

09 / abr / 2020

Amedrontados pela violência da morte do mestre Jesus, os discípulos se dispersam e se angustiam. O sonho parecia ter chegado prematuramente ao fim. Todas as esperanças por um mundo novo aparentemente foram censuradas pelo silêncio e pela solidão fria do sepulcro. A morte de Deus parecia verdadeiramente real. Nenhuma parábola, nenhum gesto, nenhum prodígio de Jesus aparentava fazer sentido diante da dor e do sofrimento daquele homem que sempre falou de Deus com ternura e espontaneidade.

No entanto, os pensamentos de Deus não se assemelham aos nossos pensamentos, e os nossos caminhos não são os caminhos de Deus, conforme recorda o profeta Isaías (Cf. Is 55,8). A resposta divina para a humilhante paixão e morte de cruz não poderia ser outra, senão o realismo de uma vida nova, que não se mancha nem murcha. Também por isso, o apóstolo Pedro ensina que, em sua grande misericórdia, ao ressuscitar Jesus dos mortos, Deus fez renascer no coração humano uma esperança viva (Cf. 1Pd 1,3-4).

O dinamismo da ressurreição

Superado o aparente fracasso da cruz, a ressurreição de Jesus transforma positivamente a vida dos seguidores do jovem pregador da Galileia. É o próprio Jesus Ressuscitado, vencedor do pecado e da morte, que nos chama à ação missionária e nos envia para anunciar as alegrias do Reino de Deus“Ide pelo mundo inteiro e proclamai o Evangelho a toda criatura!” (Mc 16,15). Também nós que participamos do Terço das Mulheres temos uma missão muito especial. Recebemos de Deus a especial missão de anunciar a esperança da Ressurreição.

Na origem da vocação missionária de todo discípulo está sempre a experiência profunda com o Ressuscitado. Foi assim que a Igreja começou! O decisivo encontro com o Ressuscitado transformou a vida de homens e mulheres que ousaram acreditar no poder transformador de Deus. Insegurança, medo e fragilidade deram lugar para a força da fé, a alegria da esperança e o fervor na caridade. Pobres e humildes pescadores se transformaram em missionários do Reino da justiça e da misericórdia de Deus. É a força da ressurreição que nos transforma em missionários da esperança!

Diversos textos do Novo Testamento insistem numa ideia que é muito significativa para os primeiros cristãos: “Deus ressuscitou Jesus dos mortos” (Cf. At 2,24At 2,32At 10,40Gl 1,1Jo 10,17-18Rm 1,4Rm 8,11). Não sem razão, o núcleo central da fé cristã está construído a partir do mistério da ressurreição de Nosso Senhor Jesus Cristo. O Apóstolo Paulo chega a dizer que “se Cristo não ressuscitou, logo é vã a nossa pregação, e também é vã a vossa fé” (1Cor 15,14). Na vida de todos nós que fazemos parte do Terço das Mulheres, a fé na ressurreição deve brilhar intensamente. Só quem crê verdadeiramente na ressurreição de Jesus consegue, de fato, fazer parte da Família de Deus.

Ser missionário é ser amigo de Jesus

A força transformadora da Ressurreição nos faz lembrar que, em Jesus, Deus cumpre todas as promessas do Antigo Testamento. Jesus não é apenas o novo Moisés, Ele é também a “pedra angular”, o “Deus conosco”, a “luz do mundo” que ilumina toda a criatura. Jesus é o nosso “irmão maior”. O Papa Francisco ensina que a nossa vocação é sermos amigos de Jesus:

“Todos nós cristãos recebemos este dom: a abertura, o acesso ao coração de Jesus, à amizade de Jesus. Recebemos na sorte o dom da sua amizade. O nosso destino é ser seus amigos”

Jesus Ressuscitado sempre faz ressoar em nossos ouvidos um forte e suave convite“Vem e segue-me” (Mt 9,9). Resta suplicarmos ao Senhor da messe e Pastor do rebanho a força necessária para que sejamos, sempre e cada vez mais, verdadeiros missionários da esperança! Queremos viver a alegria da devoção a Nossa Senhora. Que a graça de Deus e os generosos dons do Espírito Santo nos acompanhem nesta grande missão de anunciar as alegrias do Evangelho de Cristo.

Padre Eduardo Catalfo, C.Ss.R.
Reitor do Santuário Nacional de Aparecida

Deixe seu recado

Deixe seu recado:

*