Clique Cristão

Vocação Matrimonial

12 / ago / 2017

Texto retirado da canção nova.

Neste segundo domingo de agosto, do mês vocacional, celebramos a beleza da vocação matrimonial. Segundo o Relatório do Sínodo da III Assembléia Geral Extraordinária acontecida em 2014, com o Papa Francisco, na cidade do Vaticano se diz que: “A família adquire para a Igreja uma importância totalmente particular e, no momento em que todos os fiéis são convidados a sair de si mesmos, é necessário que a família volte a descobrir-se como protagonista imprescindível da evangelização. O pensamento dirige-se ao testemunho missionário de numerosas famílias.”

Por isso, devemos encontrar novamente o valor da família, nos tempos de hoje, principalmente por ser o primeiro lugar da formação humana e um referencial de vida para as novas gerações. É na família o ambiente propício para o crescimento dos filhos de Deus.

Vanessa, Anderson e Andressa. Fonte: Arquivo pessoal

Vanessa, Anderson e Andressa. Fonte: Arquivo pessoal

Vanessa Matos conta-nos um pouco de sua experiência à partir do seu matrimônio e sua atuação na Igreja Católica:
“Meu nome é Vanessa Matos, tenho 37 anos, sou casada com Anderson Matos há 8 anos, sou mãe de 5 filhos, Andressa Maria de 6 anos e 4 que estão no Céu. Após ter assumido o sacramento do matrimônio, dedico-me especialmente a Igreja doméstica, investindo em minha família, em sua educação, procurando realizar meus afazeres com amor, mesmo quando não tenho vontade. Deixei de trabalhar fora por um tempo e fui fazer um curso de costureira na Casa do Bom Samaritano, na Canção Nova. Hoje trabalho em casa para dar mais suporte à família.

Atualmente sirvo no ministério infantil do grupo de oração do Santuário do Pai das Misericórdias, onde posso estar incluindo minha filha nesta missão. Atuo também no ministério de música com meu esposo e no que precisarem de mim, desde que não prejudique a Igreja doméstica, que nos dias de hoje, exige mais atenção que outrora.

Vejo que a vocação matrimonial é um chamado onde o casal se coloca a serviço um do outro por amor, na tentativa de fazer o outro feliz. Respondendo a este chamado assumem um compromisso através do sacramento de que serão fiéis até o fim das suas vidas, tendo a graça de Deus de cuidar de sua vida conjugal e familiar.

‘A salvação da pessoa e da sociedade humana está estreitamente ligada ao bem estar da comunidade conjugal e familiar (cf. CEC 1603)’. Por esta razão, a família deve estar alicerçada na rocha que é Jesus Cristo; colocando-O como o centro, a família estará aberta à vida, terá maiores chances de sobreviver aos desafios do dia a dia; Ele mesmo reinará sobre as decisões e ações da família. Jesus fará com que a família se molde, torne-se um verdadeiro Cenáculo de amor e como nas Bodas de Caná não deixará faltar o vinho do perdão, da providência e de todas as necessidades da família.”

Pai das Misericórdias e Deus de toda consolação, ouvi-nos!

Fonte: Canção Nova

Deixe seu recado

Deixe seu recado:

*