Clique Cristão

VOCAÇÃO: Sensibilidade para ouvir e coragem para responder!

06 / nov / 2011

Estamos no mês de agosto, no qual a Igreja nos convida a refletir sobre nossa vocação. Somos sabedores de que o conceito de vocação assume alguns significados, os quais iremos vislumbrar neste texto.

 

Podemos observar o termo vocação usado para identificar um dom, uma capacidade que temos e poderemos desenvolver brilhantemente – um talento, dádiva divina para nosso bem e o bem da humanidade. Também percebemos vocação, enquanto, o chamado que Deus nos faz e, a resposta que nós humanos poderemos dar ao referido chamado.

Sendo assim, gostaria de refletir com você aspectos que acredito ser importantes. Já pensastes o porquê tens facilidade para realizar algumas tarefas e dificuldade para a realização de outras? Já constatastes que existem atividades que geram em você um prazer, uma realização interior que lhe ajudam em sua felicidade, enquanto que outras atividades se tornam um verdadeiro tédio para você e muitas vezes para aqueles com os quais você convive? Tudo isto tem muita a ver com vocação!

Estes estados de espírito e estes sentimentos são manifestações visíveis do exercício ou da negação da sua vocação. A vocação tem uma característica inquestionável, a realização humana que o ajuda em sua felicidade.

Deus sempre está a nos chamar, e de várias maneiras, mesmo que muitas vezes não percebamos. É extremamente necessário sermos sensíveis para ouvirmos o Senhor que nos chama mesmo diante do nosso corre-corre, da nossa vida frenética e de tanto barulho e atividades que nos cercam. Em nosso interior e/ou através de tantas pessoas e sinais, o nosso bom Deus nos chama para o cumprimento de um plano de amor e alegria em nossa vida humana e espiritual. A vida de oração, a meditação da Palavra do Senhor e a escuta e leitura madura dos acontecimentos nos ajudam no discernimento da nossa vocação.

Muita gente é incompleta em sua vida pessoal, amorosa e profissional, por não ter a observância a este chamado. Muitos interesses tendem a dificultar a escuta de Deus em nós. Precisamos perceber nossas aptidões, necessitamos observar o que nos faz feliz. Em muitos casos a busca exacerbada por dinheiro e sucesso, a nossa tentativa de agradar os outros, a visibilidade social que alguma função exerce em nossa sociedade; tudo isto, muitas vezes fala mais alto. Depois, amargamos o desencanto, as decepções e frustrações de quem não se encontrou consigo e com aquilo que o Criador nos convidou a realizar.

Por isto, chamo atenção para o título do nosso texto, A sensibilidade para ouvir.Precisamos perceber que Deus tem um plano de amor para nós. Não nascemos por um acaso, mas em nós existem as marcas do eterno. O Espírito sopra onde quer e com o objetivo que deseja. Existem coisas que o dinheiro não compra, que o sucesso não paga e que devemos lutar muito para tê-las, mas quando encontramos, torna-se nosso tesouro.

Quem não deseja ser feliz? Todos os seres humanos nascem com esta profunda busca – a felicidade – a vocação, por sua vez, é ingrediente fundamental para nossa realização e consequente felicidade. Viver a vocação religiosa para quem a tem, é a base de muita coisa em sua vida. Construir e compartilhar um amor verdadeiro é algo indescritível para aqueles que foram chamados à vida matrimonial. Efetivar uma determinada função profissional é ser feliz, quando nasceu para a referida atividade. Lembrando que tudo o que realizamos, quando temos vocação para tal, nos faz realizar melhor, desenvolver um sentimento positivo e contagiar a todos, inclusive aqueles que dependem daquilo que fazemos.

Portanto, Deus te chama. Ele deseja precisar de você para a sua própria felicidade e para a implantação do Reino do Senhor já aqui na terra. Desse modo, cultive a sensibilidade para ouvi-Lo e desenvolva a coragem para atender ao Seu chamado. Se assim o fizeres, serás muito feliz e contribuirás para a felicidade de muitos dos seus semelhantes, percebendo o quanto vale à pena viver e realizar aquilo que nascestes para fazer. Muita paz e que sua vocação seja a base de tudo aquilo que lhe faz feliz.

 

Edgley Cassiano

Deixe seu recado

Deixe seu recado:

*